Botafogo evita o “Maracanazo” com movimentação de Elias e Wallyson

Siga no Twitter: @leoffmiranda

Curta no Facebook: https://www.facebook.com/paineltatico

A estratégia de Juan Carlos Vera para o “Maracanazo” do Deportivo Quito foi clara: o time jogou “por uma bola”. Desenho simples: 4-2-3-1 marcando, zagueiros abusando do chutão e contragolpe forte pela direita, com Feraud invertendo a jogada para Vega aproveitar nas costas de Edílson.

A escolha por Wallyson deixou o Botafogo mais ofensivo. Eduardo “Duda” Húngaro repaginou o time num 4-2-2-2 inicial com o camisa 19 aproveitando as costas de um lateral ou se juntando ao “Tanque” e intensa movimentação de Lodeiro junto a Edílson e Júlio César, que espetaram o posicionamento com M. Mattos fazendo a “saída de 3”.

1

Mas até o gol de Wallyson, aos 37, o Botafogo não teve praticamente nenhuma jogada trabalhada – pelo chão. Seja por nervosismo, pressão ou até algo pensado, o time abusou das bolas na área procurando Ferreyra, sem sucesso.

Até Dória se aventurou ao ataque para uma cabeçada que não veio, sustentado por Marcelo Mattos: aprofundado entre os zagueiros, ele comandava a saída de bola com organização, como no frame. Laterais espetados, Gabriel quase centralizado. Mas os meias não aproximavam, a bola chegava em Jorge Wagner e…chuveirinho.

saida

Mais calmo depois do gol, o Bota pôde trabalhar um pouco mais a bola em seu campo e se organizou melhor num 4-2-3-1 que durou até o segundo tempo, quando Vera repaginou o Deportivo num 4-4-2, passando Vega para o meio e Bravo na esquerda.

O jogo ficou em campo reduzido, picado, com muita faltinha. O Deportivo, marcando. O Botafogo, ainda desorganizado tentando o segundo gol, mas sem meio-campo.

 2

Até a entrada de Elias, mais móvel que Ferreyra. Ele fez dupla com Wallyson no 4-2-3-1 do segundo tempo, ou melhor, 4-2-2-2: J. Wagner e Lodeiro alinhavam com Wallyson sem a bola, mas o autor do “hat trick” era, na prática, um atacante que cortava, levava a marcação para dentro e finalizava.

Assim aproveitou passe pelo centro de Lodeiro para marcar o segundo e de Elias, da direita, para fazer o terceiro. Função de atacante que deu mais velocidade ao time. Resultado no placar: 2 gol, noite de herói.

3 

Prognósticos para a fase de grupos? Duda disse que o esquema vai mudar e ainda está se decidindo entre o 4-3-2-1 do Carioca e do jogo em Quito. Seja o que for, nessa noite, algo aconteceu com o Botafogo: o retorno à Libertadores.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s