Enfim, o mundo é do Corinthians

TiteTrofeuMundialA vitória suada no Mundial de Clubes, longe de ser a melhor atuação do Corinthians na temporada, não tira o mérito do melhor time coletivo do Brasil. O Corinthians aprendeu fora de campo desde a queda para a Série B e hoje é o mais organizado clube brasileiro nos últimos 3 anos. Vitória do planejamento, da manutenção do técnico e do elenco equilibrado.

Méritos de Tite. Desde sua chegada, insistiu no 4-2-3-1 que só deu frutos no Brasileiro de 2011, com obediência tática, pressão sob a bola, compactação e jogadas trabalhadas. Time organizado com muito treino e estudo, mas também com a aceitação dos jogadores e com a ajuda de uma diretoria que pouco aparece, protege – e não interfere – o vestiário e resolve internamente. Hoje, Tite é o melhor treinador no país, com justiça a um estudioso do futebol e um tanto rebuscado, mas sem perder o comando e a habilidade com jogadores.

É a vitória do time que marca e joga na mesma medida. Time moderno, que segue a tendência que começou lá no Barcelona e inicia a marcação no ataque. Ataca melhor sem a bola e se defende melhor com ela. Trabalha as jogadas com paciência, sem desespero e sem abrir atrás. Se recompõe com rapidez e diminui o campo.

Contra o Chelsea, na final do Mundial, quase não teve a bola. Mas marcou bem, contou com a noite inspirada de Cássio e Guerrero e a pontaria de Fernando Torres para se sagrar dono do mundo. E manteve o estilo de jogo que foi consagrado na Libertadores e do qual nunca abriu mão, no 4-2-3-1 típico:

Compactação: o futebol moderno está cada vez mais marcador e sem espaços. Ganha o time que se recompõe melhor e que ocupa espaços da maneira mais eficaz, como apontou Carlos Alberto Parreira. Se o Corinthians já fazia isso com Mano, com Tite o time é ainda mais compacto e marcador. Encurta o campo para que o adversário não tenha espaços e ataca quando o oponente lhe dá espaços. Na imagem, a compactação do time em linhas.

Corinthians Compacto

Pressão no adversário: o futebol moderno exige que os times tenham a bola – com jogadores cada vez mais rápidos, o contra-ataque é cada vez mais mortal. Na guerra de espaços, ganha o time que furar a defesa adversária ou que não proporciona espaços ou posse de bola ao oponente. É o que faz o Corinthians, pressionando a saída de bola adversária a ponto de quebrar linhas de passe ou de obrigar o adversário ao dar o chutão – como faz o Barcelona. Assim, o Corinthians controla o jogo. Na imagem, a pressão do Corinthians quando o Chelsea tem a bola:

Pressão Corinthians

Paulinho: melhor volante do país e o melhor jogador corintiano, Paulinho é técnico, rápido e marcador – o volante moderno  perfeito. Tite o coloca cada vez mais como meia, seja armando o jogo ou chegando de trás, como fez a diferença no título brasileiro de 2011. Na imagem, a variação para o 4-1-4-1, comandada por Paulinho e cada vez mais frequente no time:

Corinthians no 4-1-4-1

Ultrapassagens: uma das melhores jogadas corintianas é a ultrapassagem, muito bem elaborada. São várias jogadas assim: o lateral pode receber a bola, e no momento que recebe a bola, um meia, normalmente o do lado, já avança para surpreender a defesa adversária e receber a bola. No detalhe, assim que Alessandro domina a bola, ele possui uma opção de passe que ultrapassa o lateral adversário.

Ultrapassagem Corinthians

Paciência: mesmo sendo um time de saída rápida, o Corinthians contra-ataca nos momentos certos e prefere iniciar a jogada na defesa, sempre com paciência e obediência tática: Danilo não volta para buscar a bola, Guerrero também não volta, esperando a bola na frente. Além disso, o Corinthians troca passes no ataque e prefere a paciência de voltar a bola do que arriscar um lançamento longo.  Time em que todos marcam, mas todos trocam passes e jogam. No detalhe, Corinthians trocando passes no ataque:

passes no ataque

O Corinthians encerrou tabus, se livrou de questionamentos quanto a arbitragem e hoje é indiscutivelmente campeão mundial. A cobertura quase que de Copa do Mundo da imprensa confirma que hoje o Corinthians está na moda. Está na moda torcer para o Corinthians. E para aqueles que torcem, não há momento melhor para ser corintiano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s